10 principais indicadores universais de qualidade na EAD dentro de uma Instituição de Ensino Superior

Por 31 de janeiro de 2017
Indicadores de EAD

A qualidade da educação online é uma questão central para o desenvolvimento e o futuro do aprendizado através da tecnologia.

Com a crescente disponibilidade de tecnologias educacionais, educadores querem saber como fazer o melhor uso delas. A expansão e adoção do E-Learning por Instituições de Ensino Superior para oferta de seus cursos na modalidade EAD, surge também a demanda pela avaliação da qualidade.

Um ponto importante que vem junto com a adoção da EAD no país, é a busca constante por benchmarks e indicadores de qualidade.

Este artigo apresenta uma visão geral dos principais indicadores de qualidade e benchmarks dentro da EAD. Juntos, eles oferecem um consenso que constituem a qualidade na educação online.

Perspectivas orientadas ao aluno: conteúdos que geram valor e boa prática pedagógica

A necessidade de expansão, redução de custos e novas oportunidades educacionais estão modificando rapidamente o ambiente de EAD nas instituições de ensino superior. O reflexo deste movimento exerce uma grande pressão não só nas IES como no governo para desenvolver novas abordagens para assegurar a qualidade desse aprendizado.

A educação está se tornando uma commodity (Witherspoon & Johnstone). Um senso comum sobre o aprendizado contemporâneo é que a satisfação do aluno é a chave mais importante para a continuação no aprendizado (SLOAN Consortium).

Como os alunos são responsáveis por pagar boa parte dos seus estudos (ou sua totalidade), eles esperam que as universidade ofereçam melhores serviços, mensalidades mais baixas e claro, qualidade.

Com o rápido avanço da tecnologia e dispositivos cada vez mais baratos, os alunos estão cada vez mais bem equipados para julgarem e optarem pela qualidade da educação superior online.

Através de perspectivas e debates internacionais nesta área, começam a surgir alguns indicadores universais e características do que se constitui uma boa experiência de ensino online.

A melhor estratégia de uma IES é adotar alguns princípios e práticas no seu projeto pedagógico, além de implantar uma boa plataforma de EAD (LMS) e produzir conteúdos e materiais que gerem valor e contribuam para uma melhor experiência de aprendizado. Uma abordagem pedagógica centrada no aluno também é fundamental. Esta abordagem se baseia em princípios de cognição, motivação, fatores sociais e as diferenças individuais. Essas orientações dão aos professores e designers instrucionais uma base sólida para a criação de um ambiente de aprendizado e materiais alinhados com os objetivos instrucionais e institucionais.

Conheça os 10 indicadores e práticas universais para assegurar uma boa qualidade no E-Learning

  1. Envolva seus alunos em uma aprendizagem ativa e experimental;
  2. Construa e mantenha a motivação fornecendo tutoria e feedback rápidos e regulares;
  3. Deixe claro os objetivos e expectativas e cultive os alunos auto-dirigidos;
  4. Forneça interação entre os alunos e permita a negociação e a construção do conhecimento;
  5. Forneça atividades que permitam a prática de novas habilidades e promovam a transferência de novos conhecimentos;
  6. Dê tempo e espaço para a reflexão sobre a aprendizagem;
  7. Equilibre as atividades individuais e colaborativas de modo que os elementos interpessoais e sociais estejam bem integrados;
  8. Alinhe os processos de avaliação com os resultados da aprendizagem;
  9. Forneça suporte acessível e estruturado para a aprendizagem dos alunos;
  10. Certifique-se de que a interação professor-aluno e aluno-aluno são fornecidos.

Já implementa alguns desses indicadores ou práticas no seu projeto de EAD dentro da sua instituição? Tem algo a acrescentar? Participe dessa discussão e deixe seu ponto de vista nos comentários.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Leave a Reply